Bagunce este Diário

Calma aí, o título está certo, eu já explico porquê.

Conheci o livro Destrua este Diário assim que foi lançado no Brasil, pela Editora Intrínseca, em 2013. Logo de cara, adorei a ideia e comentei que iria comprar para a Lu, minha filha. Quando fui comprar, o preço estava camarada e me lembrei de que queria dar um presente para uma amiga da minha filha (e filha da minha amiga), então pensei "vou comprar um pra ela também". Fim do ano chegando e, para resumir a história, acabei presenteando 6 (seis) pessoas com o Destrua este Diário e minha sobrinha com a versão original, em inglês, Wreck this Journal.

Mas do que se trata o livro e por que ele é tão interessante?


O Destrua este Diário é, na verdade, um livro interativo. Em cada página há sugestões do que fazer naquela área: desenhar, colar, sujar, amassar e por aí vai. O grande barato do livro é que ele é muito divertido, faz você fazer coisas tão simples e, ao mesmo tempo, impensáveis. Passaria pela sua cabeça pintar a página de um livro e depois deixá-lo na chuva para ver o efeito da água na pintura? É um exercício de criatividade, ingênuo e libertador ao mesmo tempo.

Acompanhe abaixo o texto de algumas páginas e, em seguida, algumas imagens do diário da Lu, já em fase de destruição:

"Fure esta página com um lápis"

"Suba aqui (esfregue os pés e dê alguns pulos)"

"Costure esta página"

"Cole uma fotos sua da qual você não gosta. Desfigure"

"Desfaça-se desta página. (Jogue-a fora) Aceite a perda"

"Esta página inteira é para colorir"

"Arranhe com um objeto afiado"

"Rabisque com selvageria, violência, com descaso impetuoso"

"Encha esta página de círculos"

"Amasse"

"Escreva de trás para frente"

"Rabisque no alto desta página"

"Despeje, derrame, respingue, cuspa, jogue seu café aqui"

E o livro é um ótimo companheiro de viagem. O Destrua este Diário da Lu foi levado a outro nível: no fim do ano fomos à praia, eu raptei o livro dela e o joguei ao mar, sob os olhares curiosos dos banhistas e dos gritos de protesto da Lu.

oOo

Pedi a opinião dos presenteados para saber o que eles acharam do livro e, saiba, eles estão na faixa dos dez a quarenta e tantos anos.

A meninada achou "massa", divertido, interessante. Uma delas, até o momento em que saí da casa dela no dia em que demos o presente, algumas horas depois, continuava desenhando, escrevendo, rabiscando.

"Achei o Diário um grande estímulo à criatividade, a gente fica pensando no que pode ser feito de diferente, de inovador em todas as páginas. Fora que fazia anos que eu não coloria nada. Além de, é claro, a gente poder descarregar o stress em várias páginas sem afetar ninguém.
Acho que a autora deveria fazer Diário 2, 3, 4, 5... e assim por diante."
Sandra (outra Sandra, não eu =] )
E veja que coisa mais linda esta página do diário dela!

"Esta página inteira é para colorir"


"Wreck this Journal é uma sessão de desapego a cada página. O livro chega tão lindinho, impecável e cheiroso (como todo livro), rasgá-lo e sujá-lo parece errado. Mas é para isso mesmo que o livro serve: colocar a criatividade em prática de forma despreocupada. Depois que você começa a destruir o livro, o dó passa e as ideias começam a surgir, e você vai além das ordens da autora, rabiscando mais, inventando mais, colorindo mais. A própria autora instrui: "work against your better judgement" (ou "contrarie o seu bom senso", na versão em português).
O livro é uma ideia bem diferente e inovadora, e uma excelente distração. Sugiro pesquisar a hashtag #wreckthisjournal no Instagram para dar uma olhada nas artes incríveis que os leitores estão criando com o livro."
Brenda, do blog Sobre livros e traduções.
Adorei as carinhas na página onde se pede para preenchê-la com círculos e a pintura com língua da última foto me fez rir alto.



oOo


Empolgante também foi pesquisar sobre a autora, Keri Smith, e descobrir que ela tem vários livros do gênero anteriormente publicados.

Resolvi comprar um para para mim e estava em dúvida entre The Guerilla Art Kit e Mess. Escolhi o segundo, para começar. Ele segue a mesma ideia do Destrua este Diário mas eu o achei mais elaborado e engenhoso. Isso explica o grande sucesso do Destrua este Diário, ou seja, sua simplicidade.

O barato foi convidar meu filho de 6 anos para me ajudar com a bagunça. Visualiza: no meio da sala, com o chão devidamente forrado, abrir o livro, lambuzá-lo de cola e despejar sobre ele chocolate em pó, pó de café, areia, papel picado... Isso regado a gargalhadas e expressões de surpresa. Agora, quando chego do trabalho, quase todos os dias ele me convida: "Vamos bagunçar o seu diário?" E, enquanto está riscando, soprando tinta com canudo ou fazendo outra "maluquice" proposta, ele diz "não existem regras" ou "pode fazer o que quiser" e isso, dentro do contexto, é muito legal!


Chuva de papel no livro com cola...

...mãozinhas ajudando a "arrumar" tudo...

...e o resultado final.


Cola...

+ areia + café + chocolate...

... e ta dáááááá - a arte final!


Essa eu precisei até filmar...

Café + livro...



livro logo após o ataque...

...e depois de seco.


Aqui, uma bagunça a seis mãos.

Desenhos, palavras, pinturas, rabiscos...

...o pequeno concentrado no seu trabalho...

foto mal tirada do livro recebendo as primeiras gotas de chuva

...e o resultado final (Eu acho que precisamos bagunçar mais esta página).


Agora com tinta e canudo...

Tinta escorrida de um lado, soprada do outro

as mãos deliciosamente sujas

...e o resultado final.


"Zona de calamidade" apenas começando (com a página arrancada do Destrua este Diário)


"Preencha esta árvore com coisas interessantes"


Lascas de giz de cera, volta uma página...

...e ferro de passar roupa em temperatura baixa.

Ainda tem tanta coisa interessante para fazer. Estas foram só as primeiras. Como sugeriu a Brenda, procura, no Instagram principalmente, pelas hashtags #destruaestediario e #wreckthisjournal para encontrar o trabalho de muita gente criativa. O livro está fazendo tanto sucesso que tem gente criando perfil no Instagram só pra compartilhar as artes feitas em seus livros.

oOo

Mess = Bagunça, daí o título do post e como meu filho chama o meu livro: Bagunce este Diário.


San

6 comentários:

  1. AMEI SUAS ARTERICES...MAS ACHO QUE ISSO NÃO É PRA MIM...
    MORRERIA DE DÓ DE DESTRUIR "MEU DIÁRIO"....RSRS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nada, Kinha. O livro te deixa com tanta vontade de interagir com ele que a pena passa rapidinho.

      Excluir
  2. Muito legal...quero comprar um para minha sobrinha...ela irá adorar...

    ResponderExcluir
  3. A Luciana Sielskis, do blog Bendito Scrap, abriu um grupo no facebook para "Destruir este diário". É bem legal, se der passe por lá! Bks

    ResponderExcluir
  4. Depois de brincar com o meu "wreck this journal" eu fiquei muito mais relaxada para fazer minhas arteirices nos meus art journals. É ótimo mesmo!!!

    ResponderExcluir

Então, o que você achou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...