Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.

Meu amor e eu

Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.

Reaproveitamento de degrau de escada quebrada

Reaproveitamento de lata de sardinha e teclado de computador

Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pra Liz Gilbert em Comer, Rezar, Amar (rsrs). Cheguei num ponto de saúde e idade em que não posso mais me dar ao luxo de viver no sedentarismo. Não gosto de caminhar e nem de academia. Amo yoga e vou voltar a ter aulas mas a atual conjuntura não me permite ter mais um compromisso com data e hora marcada. Então a bicicleta foi a minha escolha e foi bem acertada. Me permite me exercitar mais em menor tempo e, de quebra, espairecer observando a cidade. Mas nem tudo são flores e, mesmo num simples passeio de bicicleta, encontro situações que poderiam ser de stress: pedestres andando aos pares nas ciclovias, senhorinhas sem pressa com seus cachorros, gatonhas saradas achando que estão numa passarela e por aí vai. Numa única pedalada eu poderia me irritar facilmente umas quatro ou cinco vezes. Ao invés disso, eu diminuo a velocidade, paro e, quando necessário, digo sorrindo "com licençaaa". As respostas são sempre positivas com as pessoas saindo do caminho com um sorriso e às vezes até um pedido de desculpas.

O ponto onde quero chegar é que acredito que devemos escolher nossas batalhas. Se estressar e brigar por t-u-d-o não rola, é chato demais, faz mal pra nós mesmos.

Tolerância, complacência, paciência. São manifestações do amor.

E voluntariado, é amor? Ah se é! Tenho a oportunidade de conhecer pessoas incríveis, pessoal e virtualmente, que fazem trabalhos maravilhosos pela alegria de servir, de fazer algo de bom, seja pelas pessoas, pelos animais ou pelo meio ambiente. Não vou citar nomes para não correr o risco de me esquecer de alguém mas quero dizer a todos vocês, o meu muito obrigada. Vocês fazem deste mundo um lugar melhor.

No mês passado minha filha de 14 anos se ofereceu para ser voluntária na cozinha de um evento comunitário. Ela se engajou realmente, vestiu a camisa, o que me encheu de orgulho.

Numa das noites, ela voltou para casa com uma caixinha de isopor. No final do evento, os voluntários podiam trazer pra casa a comida que sobrava. Eu estava lendo para meu filho quando a ouvi chegar com o pai, ela veio me falar oi e disse "ô mamãe, eu trouxe gyoza pra você". Amor.


Cidadania também é amor? Eu acho que é.

Agora que dou minhas "escapadinhas" de casa para andar de bicicleta, meu filho de 6 anos quer sair junto comigo. Ontem, após minha pedalada, fui levá-lo para andar de patinete. Antes de sairmos, ele encheu a garrafinha de água dele e disse que era para nós dois. Eu ia atrás dele, ensinando a andar pelo lado direito da calçada. A parar e carregar o patinete ao passar nos pontos de ônibus e nas faixas de pedestres, a não usar a campainha quando tem alguém na frente (rsrs). Quase chegando em casa, ele disse que iria dar para as plantinhas a água que havia sobrado e o fez:


Fotografei algumas cenas durante o passeio e somente quando fui observá-las em casa foi que vi que um senhor estava molhando umas plantas logo que saímos.


Talvez meu filho tenha se inspirado neste gesto para depois fazer o mesmo. Amor.

Entendeu? Exemplo. Dê exemplo, seja o exemplo de alguém. Não temos noção da dimensão do alcance de nossas atitudes sobre a vida das pessoas.

Para encerrar, o clip de uma música que é puro amor: Don't Worry, composta por Pierre Minetti para o maravilhoso projeto Playing for Change. Se você não conseguir assistir o vídeo abaixo, pode acessá-lo através deste link.



Te convido a conhecer todos os participantes da blogagem coletiva e também a fazer sua própria postagem:



Divitae

Parabéns Elaine e Margaret pela ideia tão bacana e obrigada pela oportunidade de nos expressar e fazer uma postagem com um tema tão inspirador como este.


Com amor,

San


19 comentários:

  1. Adorei a ideia de reaproveitar a lata de sardinha e o teclado. Ficou lindo!!!!! Dá pra usar essa ideia de outras formas. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da ideia, Trícia! E é tão fácil de fazer.
      Abraços!

      Excluir
    2. Se você pesquisar no blog vai encontrar outras duas ideias feitas com latinhas de sardinha: caminha de boneca e relicário.

      Excluir
  2. Olá, querida Sandra
    Um post que extrapolou no amor mas recorto dele, a questão do voluntariado a que me dedico também...
    Sei bem do que fala... um banho de amor!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roselia!!
      Fico muito feliz que tenha gostado do post.
      Muito obrigada pelo carinho e pelos elogios e parabéns a você pela nobre atividade de voluntária.
      Abraços.

      Excluir
  3. Que lindo teu post.Amor pode e deve ser distribuído de vários modos. Lindo gesto do teu filho, da tua filha.Exemplos valem sempre! bjs, tudo de bom e te respondendo.Fui eu quem fiz, sim a o cabeçalho daquele blog. Usei o photoshop e depois o filtro: mosaico. beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá, que bacana...Conviver, dar os bons exemplos...é muito amor realmente...além da vida!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dalva, obrigada pelas palavras gentis. Além da vida... isso me lembrou as palavras de Gibran Khalil Gibran:
      "Teus filhos não são teus filhos...
      Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
      Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho."
      De arrepiar.
      Grande abraço.

      Excluir
    2. È...o amanhã é deles...E que assim seja!
      Valeu pela visita ao blog, Abraço!

      Excluir
  5. Oi, Sandra!
    Nem sei o que comentar, por tanta coisa bacana que encontrei. Compaixão, gratidão, generosidade, boa vontade, solidariedade, bons exemplos, amorosidade, alegria... e ainda com fundo musical? Fui conquistada!! (rs*)
    Parabéns pela pessoa que é que constrói sua vida e lança alicerce para outras vidas!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma, muito obrigada por tantos elogios, também fiquei impressionada por sua generosidade.
      Agora vou lá conhecer o Luz de Luma!
      Grande abraço.

      Excluir
    2. Seja sempre bem-vinda!!
      Bom fim de semana!!

      Excluir
  6. Olá San!~
    Vim voando lá da Elaine, do mosaico.
    Sou fã do reaproveitamento e estou sempre guardando pra uma segunda chance.
    Gostei das suas criações com "love" e percebi a embalagem de paçoquinha aí... eu adorava!

    Que bonitinho seu filho regando as plantinhas! É de pequeno que se ensina o respeito e amor à natureza.

    Abraços e linda tarde.
    Márcia (Poções de Arte).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Márcia!!
      Também me lembro da paçoquinha Amor. Que delícia! Este aí da foto é um folder de uma coleção da Tok Stok de um ou dois anos atrás.

      Obrigada pela visita e os elogios. Agora vou lá conhecer o Poções de Arte.

      Abraços, San

      Excluir
  7. amei o reaproveitamento
    e verdade brigar por tudo é
    muito chato

    Linda noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  8. Sandra,
    Nem sei o motivo, mas li seu post com os olhos marejados.
    Amor, acho que foi isso que suas palavras transmitiram.
    Amor aos seus, amor à natureza, amor ao belo.
    Muito obrigada por dividir seu amor comigo.
    beijossss

    ResponderExcluir

Então, o que você achou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...