O que fazer com agendas e material escolar quando o ano termina

Agenda

Trabalho com tecnologia, gosto e faço uso de muitos recursos tecnológicos mas não me considero uma entusiasta no assunto. Tenho uma veia craft e uma das coisas de que não abro mão é da tradicional agenda de papel. Também não cedi aos encantos do e-book, embora sofra muita pressão por parte de meus amigos, mas isso é assunto para outro post.

Se você, como eu, é adepto da agenda tradicional, independente de usá-la assiduamente ou não, de forma organizada ou nem tanto (as minhas vivem cheias de papeizinhos, um hábito que quero eliminar), no final do ano você tem uma agenda que, na sua função original, não tem mais utilidade.

Então, o que fazer com ela?


Separe as folhas com um lado em branco, com auxílio de uma régua, corte-as ao meio no sentido vertical e você terá um estoque de papel para listas de compras, notas e recados.

Se você é adepto de artesanato, que tal fazer papel machê com as demais folhas? No final do post você encontra links para fazer papel machê e papietagem. Diversão garantida.

E se a agenda for de capa dura, você pode encapá-las com tecido ou papel e fazer quadrinhos, porta recados ou porta retratos. Se a capa não for tão grossa, você pode utilizá-la para auxiliar na pintura em tecido, colocando embaixo do trabalho para evitar que a tinta passe para o tecido de baixo ou a mesa de trabalho.

Agora se artesanato não é a sua praia, apenas leve sua agenda para a reciclagem.


Cadernos

Quase sempre sobram folhas em branco nos cadernos escolares. Nem pense em jogar no lixo!

Você escreve cartas? Pronto, já tem papel para suas próximas missivas! Que foi? Acha isso fora de moda, coisa ultrapassada? Mas é, e esse é o charme! Qual foi a´última vez que você recebeu pelo correio uma carta escrita a mão, pessoal, endereçada somente a você? Isso é muito legal! Eu escrevo e gostaria de fazer isso com mais frequência. É muito romântico e, digamos, desacelerante. Essa palavra existe?

As folhas também podem ser cortadas e, assim como as folhas em branco da agenda, virarem papel para recado, listas e notas.

Se o caderno foi muito pouco utilizado, você pode tirar as folhas usadas e usar o caderno no próximo ano ou doá-lo para alguma entidade assistencial.

Quanto às folhas utilizadas, se seu filho ou você acharem que o conteúdo pode ser útil para o novo ano, guarde o caderno para consulta e no final do ano avaliem se foi mesmo útil e se já pode ser descartado.

Crianças pequenas fazem verdadeiras obras de arte na escola e é natural que você queira guardar seus trabalhos ou sinta pena de se desfazer deles. Querido(a), não dá pra guardar tudo. Se você tiver jeito, tempo e espaço, pode separar alguns dos trabalhos e fazer um álbum de colagem com este material. Não precisa necessariamente se enveredar para o scrapbooking nem fazer nada caro nem profissional. Se algum trabalho remete a uma memória afetiva, faça anotações num cantinho da página, para lembrar-se delas no futuro.

Outra alternativa rápida e prática para guardar estas lembranças é simplesmente fotografá-las. E organizá-las numa pasta no computador ou em nuvem com um título que faça você saber, de cara, do que se trata. Nada de deixar misturado com as fotos das festas de fim de ano, de viagem e outras aleatórias. Organize-se!

Não quer guardar nada? Não quer usar folha em branco? Recicle!


Livros

Estamos falando de livros escolares, ok?

Ainda no início do ano, encape os livros com papel ou plástico e identifique-os. O põe e tira da mochila durante o ano deixa os livros desprotegidos uma coisa deprimente.

Se os livros não forem apostila ou daqueles em que as crianças escrevem (isso tem um nome, eu sei que tem, só não sei qual é agora), eles podem ser vendidos para sebos ou doados para que outras crianças possam utilizá-lo. Sugira à escola de seu filho que incentive a doação de livros para que ela possa repassá-los aos alunos com mais necessidades.

Até uma certa idade, as crianças muitas vezes trazem como tarefa, pesquisas e recortes. Revistas e jornais? Eu não compro faz tempo. Os livros antigos podem ser uma ótima fonte de recortes. Guarde-os numa pasta ou caixa rotulada “Recortes”. No final do ano, veja o que realmente utilizou e o que pode ser descartado.

Lembre-se: descartado = reciclado.


Lápis de cor, giz de cera e canetinhas

Todo ano fazemos este ritual aqui em casa. Juntamos o material do ano com o material que temos em casa de anos anteriores e avaliamos. Descartamos canetinhas secas e apontamos lápis. Uma parte fica em casa, outra vai para doação.


Os pedaços pequenos de giz de cera podem ser derretidos para fazer novos gizes, coloridos e divertidos.



A imagem acima é bem explicativa mas logo abaixo tem o link para as instruções.

Se você também tem uma veia craft, com o auxílio da internet (Pinterest, meu amor), você vai encontrar muitas outras ideias para reaproveitar estes materiais.


Links relacionados a esta postagem:
Luka Luluka - Minha primeira Escultura em Papel Machê
Luka Luluka - Brincadeira de Criança: Papietagem com Balões
Luka Luluka - Reaproveitando Giz de Cera


Se você tiver alguma dúvida ou novas sugestões, deixa um comentário que eu atualizo o post, ok?


Obrigada e que a alegria esteja com todos vocês.



Um comentário:

  1. Bom dia, Luka!
    Eu sempre acabo herdando agendas do marido ou de clientes que fazem para suas empresas.
    Neste caso, acabo usando tudo como caderno ou passo para frente. Em último caso, vão todas para reciclagem.
    Agora, lápis, giz... isso não tem acumulado em casa. Houve um ano que distribui nas escolinhas do bairro.
    Boas dicas!
    Abraços e ótimo dia.
    Márcia (Poções de Arte).

    ResponderExcluir

Então, o que você achou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...