Pão de Cristo - Parte 3: fazendo o pão

Este é o terceiro e último post com a receita para se fazer o Pão de Cristo, feito com fermento natural líquido, também chamado de fermento de garrafa.

Nas postagens anteriores, você aprendeu:
- a criar seu próprio fermento, do zero;
- a refrescar o fermento.
E agora vamos finalmente fazer o pão.

- No dia anterior, você colocou seu fermento para refrescar. Misture o fermento refrescado com uma colher, para ficar homogêneo;
- Separe 500ml do fermento para fazer o pão e guarde o restante em garrafa pet de 2 litros, bem fechada em geladeira. O fermento que vai para a geladeira é o que você vai usar na próxima vez em que for fazer pão. Você recomeça o ciclo de refrescar, multiplicar e fazer o pão. Ele se mantém forte por cerca de 15 dias. Se você não for fazer pão após este período, refresque o fermento mesmo assim e descarte ou, muito melhor, doe a parte que sobrar. Eu nunca joguei fermento fora, faço pães a cada duas semanas.

Vamos à receita?

Ingredientes:
- 500ml de fermento refrescado;
-2 ovos grandes;
- 5g de sal;
-110ml de óleo;
- 200g de açúcar (eu uso açúcar cristal);
-1kg de trigo (mais cerca de 300g para enfarinhar).

Modo de Preparo:
A massa
- Numa vasilha grande, junte um a um os cinco primeiros ingredientes, misturando a cada adição;
- Acrescente a farinha e misture bem;
- Quando estiver bem misturado e a massa começar a ficar pesada, polvilhe farinha numa superfície limpa, coloque a massa e comece a sovar. Faça movimentos repetidos, usando as duas mãos, esticando e juntando a massa por, pelo menos, 10 minutos.

Primeira fermentação
- Coloque um pouco de farinha na vasilha onde a massa foi misturada, coloque a massa, cubra com um guardanapo ou filme de PVC e deixe num local sem vento. Eu deixo dentro do forno com a luz acesa. Deixe a massa descansar até dobrar de volume. O tempo depende de uma série de fatores como calor, umidade, farinha. Este pão é um legítimo representante do slow food. Faça sem pressa e deixe a massa crescer no tempo dela. Com a prática você vai chegar num tempo médio desta primeira fermentação. Aqui em casa leva cerca de 8 horas.

Modelagem e segunda fermentação
- Após a massa dobrar de volume, enfarinhe uma superfície e coloque a massa. Com uma faca, divida a massa para fazer os pães nos tamanhos desejados. Eu faço dois pães grandes com metade da massa e 6 pães pequenos com a outra metade.
- Coloque a massa em superfície enfarinhada e estique-a com um rolo. Não precisa esticar muito. Enrole a massa, dando o formato de pão e coloque em assadeiras;
- Deixe descoberto no forno desligado até dobrar de tamanho de novo.

Pães indo para a segunda fermentação

Pães após segunda fermentação, prontos para serem assados

Assando o pão
- Após os pães crescerem, aqueça o forno a 180° por 10 minutos e coloque o pão para assar na mesma temperatura, uma assadeira por vez.
- Asse por cerca de 15 a 20 minutos. O pão vai estar corado por cima e na base e, ao desenformar, faz um barulho de oco se você bater na base.
- Desenforme quente sobre um guardanapo e, se possível, deixe-os esfriando em cima de uma grelha.
- Espere os pães esfriarem (se conseguir) e sirva puro ou com manteiga.



Esta receita rende uma quantidade generosa de pães. Eu sempre divido com os vizinhos e amigos do trabalho. Tem gente que conserva em geladeira ou mesmo congela o pão mas eu nunca experimentei fazê-lo.

Você me conta se fez a receita e se as instruções estão claras?

Aprendei a fazer o Pão de Cristo com a Aurea Marques, a quem sou eternamente grata <3

San


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Então, o que você achou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...