Iogurtes infinitos, dia 1

PROBIÓTICOS são microrganismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal produzindo efeitos benéficos à saúde do indivíduo. (Anvisa)

Comprei um combo de 10 "mudas" de iogurtes infinitos. Recebi antes de ontem e ontem à noite iniciei o cultivo. Os iogurtes, diferentemente do kefir, não vêm em grãos, é o próprio iogurte que é misturado ao leite para produzir mais iogurte. Para poderem ser enviadas pelo correio, as mudas foram colocadas em pedaços de gazes, secas e embaladas em sacos plásticos.

De um jeito artesanal, as mudas vieram bem armazenadas: num envelope havia uma cartela feita com embalagem tetra pak em um saco plástico lacrado. Dentro do tetra pak cada muda foi armazenada e etiquetada individualmente por motivos óbvios: o contato de um iogurte com outro "contamina" as colônias e o iogurte perde suas características. Claro que eu já pensei em, depois de cultivar todos, fazer experiências com misturas de iogurtes. Como cortesia, o vendedor envio mais um tipo de iogurte.

Existe uma classificação quanto à temperatura em que os microrganismos se desenvolvem e duas delas se aplicam ao cultivo de iogurtes. Os mesóficos são cultivados em temperatura ambiente, se você vive numa região de clima moderado, ou seja, de 20° a 40°. Já os termófilos precisam de temperatura entre 40° e 85°. Dentre os iogurtes que recebi, apenas um, o que veio de brinde, chamado de kosher, é um termófilo.


Pois bem, antes de abrir as embalagens, preparei todo o arsenal: bancada da pia limpa e esterilizada com álcool, copos de vidro e colheres de chá previamente esterilizados, etiquetas, caneta permanente, papel toalha e elásticos. A identificação de cada vidro é fundamental, bem como o cuidado em não utilizar colher ou qualquer acessório de um iogurte em outro.


Junto com as mudas, recebi as instruções. Em linguagem bem simples, um pouco confusa, mas deu pra entender. Com exceção do kosher, que precisa de leite morno, todos os outros têm a mesma orientação: colocar a gaze num copo de vidro com 50 ml de leite em temperatura ambiente, cobrir com pano ou papel toalha e elástico e deixar de 24 a 48 horas.

Estes são os nomes dos iogurtes, que vieram nas etiquetas. Não sei se a grafia está correta mas nós vamos descobrir ao longo dos dias.
  • Caspian
  • Viili
  • Filmjölk
  • Amas
  • Skyr
  • Colágeno
  • Greek
  • Bulbarius
  • Buttermilk
  • Piima
  • Kosher (o diferenção, aquele que precisa de leite aquecido)

Não pude deixar de pensar na possibilidade de o vendedor, por descuido, rotular errado um ou mais iogurtes. Também olhei com desconfiança para nomes como buttermilk, greek e colágeno mas agora o momento é de fé. Ao longo desta série vamos conhecer e descobrir juntos sobre cada um deles.

Iogurtes armazenados e guardados em temperatura ambiente, amanhã veremos como estarão.

Você já tinha ouvido falar em algum destes iogurtes? Já experimentou ou cultiva algum? Eu adoraria saber.


Sandra

Um comentário:

Então, o que você achou?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...