Pular para o conteúdo principal

Incensário a quatro mãos

Antes de mais nada quero agradecer a todos pela participação e a divulgação do sorteio desde ontem. Vou visitá-los com carinho na medida do possível. Paciência que eu chego aí.

A arte de hoje é a número 10 do evento 30 Days of Creativity. Como eu havia dito, vou fazer posts semanais com o resumo das artes da semana mas este de hoje é especial porque foi feito a quatro oito mãos.


Eu moldei o incensário com argila sobre um pratinho de cerâmica e pintei a base...


Meu Luquinhas pintou a parte interna e minha Lu, a parte externa.


Depois pedi pro meu marido fazer as sementinhas :) Repararam que é uma alusão à melancia?

Tem outra arte que eu adoraria fazer um post sobre ela mas a autora faz questão de fazer ela mesma. Então prometi pra ela - Luana - que vou, oficialmente, colocá-la como co-autora do blog. Assim ela pode postar as artes dela da forma que quiser e também ela vai me ajudar porque na sexta que vem vou fazer uma cirurgia e talvez eu não consiga posta no fim de semana.

É isso. Sobre artesanato, o legal nem sempre é perfeição. Fico muito feliz e mesmo emocionada quando vejo meus filhos fazendo suas artes. e adoro fazer coisas juntos com eles. Esta semana Luana estava extremamente paciente com o Lucas, fez cabaninha no quarto, levou papel e tesoura pra brincar com ele e ele veio todo feliz me mostrar o que tinha feito: um pedaço de papel com alguns rabiscos e muitos picotes de tesoura nas bordas:

-Ói mãe eu fez... eu pintou papel, eu fez tejola. Ficô buíto?
-Coisa mais liiiinda, filho... Você dá de presente pra mim? (já pensando em colocar no scrapbook)
-Não, eu vai jogá lixo.

Amassou, fez uma bolinha e jogou no lixo!

Os homens são muito práticos mesmo.

Comentários

  1. Eu ri muito com o final do post. Esse Lucas é figura!!! É filho do Yô mesmo! HAHA!

    Tô ansiosa pelo post da arte da co-autora! Haha!

    Amo vocês!

    ResponderExcluir
  2. Ai Bre, o Lucas está uma figura, só dou risada com ele.
    O post da co-autora tarda mas não falha. Aguarde :)
    Amamos você também ♥

    ResponderExcluir
  3. ai que fofo que ficou - ainda mais com esta história de familia por trás de uma rte - que vai ser sempre lembrada - isto que faz uma familia feliz- e ficou super fofo-
    parabéns a todos
    bj
    lu

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…