Pular para o conteúdo principal

Os Filhos

Este poema sempre me arrepia. Gostaria de compartilhar com vocês.


Vossos filhos não são vossos filhos,
são os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor,
mas não vossos pensamentos.
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles,
mas não podem fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás
e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos
são arremessados como flechas vivas.
O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito
e vos estica com toda a sua força
para que suas flechas se projetem rápido e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria;
Pois assim como Ele ama a flecha que voa,
ama também o arco que permanece estável.

Gibran Khalil Gibran

Comentários

  1. PARABÉNS QUERIDA...VC FOI A GANHADORA DO SORTEIO DO MEU CANTINHO....
    ENTRO EM CONTATO COM VC POR EMAIL EM BREVE TÁ...
    BJINHOS E ATÉ MAIS...

    ResponderExcluir
  2. Já marquei! Muito obrigada!

    Gibran marcou muito minha adolescênsia e eu sabia declamar essa parte todinha :)

    beijos e uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  3. Oi Sandra
    obrigada por conhecer meu kantinho.
    vou participar do seu sorteio.
    abço!!!

    ResponderExcluir
  4. Esse poema eu já conhecia, e também me emociona!
    Sandra, adoraria que me seguisse também....
    uma ótima semaninha!!!
    abços!

    ResponderExcluir
  5. Hoje mais uma vez com uma colinha
    até ficar bem e poder digitar
    a vontade sem sentir dor
    nos meus dedinhos.
    Nem por isso deixarei de
    me fazer presente a cada amizade
    para mim tão sagrada.
    Deus abençoe sua semana ..
    beijos no coração..Evanir..
    Te Amo..Te Amo...
    SEGUINDO SEU BLOG..

    ResponderExcluir
  6. Amiga obrigada pelo seu coment la no blog
    bjbj
    monica

    ResponderExcluir
  7. OLHA EU AKI DE NOVO...
    DESSA VEZ PRA TE ENTREGAR UM SELINHO...PASSA NO CANTINHO MEU E PEGA TÁ...
    BJINHOS E ATÉ MAIS...

    ResponderExcluir
  8. Lindo. Gibran me toca profundamente, me póe para pensar.

    um beijooooooo

    ResponderExcluir
  9. Arrepiei!
    É tão verdadeiro e lindo!
    Os textos do Gibran são sempre profundos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi flor.

    Brigadinha pelo voto, fiquei muito feliz.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…