Pular para o conteúdo principal

Pratos de dois andares para cupcakes, Forminhas, Erros e Acertos

Vejo por aí, especialmente em sites americanos, postagens sobre tentativas de artesanato que não deram certo. Acho interessante pelo exercício de humildade e também, e principalmente, porque pode orientar as pessoas a não cometer o mesmo erro.

Então vamos ao meu artesanato #fail da vez.

Há um mês atrás, mestra Lucia Klein fez este post e eu fiquei babando de vontade de fazer um igual. A Lu (cia Klein, não minha Lu) viu a idéia neste post do blog Fala, mãe! da Cynthia Le Bourlegat, que eu não tive a oportunidade de conhecer ainda mas fui visitar o blog dela hoje pra fazer o post e encontrei muita idéia interessante. Então, voltando ao assunto, Lu viu a idéia da Cynthia, improvisou e depois a Cynthia fez outro post acrescentando a idéia da Lu. Esse negócio de blog é mesmo legal, não acham??


Deixemos de enrolação e vamos ver o meu serviço mal feito:

O que mais me encantou no trabalho da Lu foi a idéia de usar duas embalagens de Chamyto como coluna para sustentar o segundo prato. Não é genial? Não parece madeira torneada?


Meu primeiro erro foi a escolha dos pratos. Eu queria pratos redondos e não me atentei ao fato de que eles deveriam ser planos. Estes que comprei, apesar de rasos, tem a inclinação da borda então os cupcakes ficam caindo pra dentro.

Meu segundo erro foi a "escolha" da cola. Na verdade eu não escolhi, usei a que eu tinha em casa: cola universal. Não deu certo mesmo na segunda tentativa, quando usei também Super Bonder.


Poxa... tanto trabalho...



Mas não tem problema, nós comemos os cupcakes do mesmo jeito. E os cookies também!

De bom nisso tudo foi que aperfeiçoei a idéia das forminhas para cupcake, que ensinei neste post. Ao invés de untar as forminhas (e depois ter um trabalho maior pra limpá-las), eu fiz as forminhas de papel manteiga e as usei para assar os cupcakes, colocando-as dentro das forminhas de alumínio. Se quiser incrementar, faça as forminhas também para colocar depois que estiverem assadas, como ensinei no post.

Abraços, fiquem bem e lembrem-se: nós somos brasileiros e não desistimos nunca!

Comentários

  1. Aposto q os cupcakes estavam uma delícia, rsrsrs.
    Legal essa sua postagem Sandra. Vai tentar novamente?
    Algumas vezes esses tutoriais não valem a pena, pelo trabalho q dão. Eu gostaria de ter tempo para poder testar todos os tutoriais que publico no meu blog, mas infelizmente não tenho.
    abraços e um ótimo domingo pra você

    ResponderExcluir
  2. oi Sandra-
    ficou super lindo - mas errando que se aprende - e as colas realemente estão cada vez piores - ouvi falar numa que cola prego- que o povo usa ao inves de prego - dizem que é boa - a sherol vinhas que uma vez mencionou uma que ela usa , mas esqueci agora o nome - te falei que uma amiga usou a cola para colar lantejoula e não é que colou forte - nao desiste viu -
    e este negócio de blogosfera é apra quem pode ..e é legal, sabe repartir, dividir compartilhar sem medo de ser feliz
    o teu yakult ficou mais parecido com madeira do que o meu - ficou lindo
    bj
    lu

    ResponderExcluir
  3. Oi Sandra!!! Olha, sou péssima em aceitar meus erros... quero que td dê certo na primeira tentativa, senão desisto e só vou tentar muuuuuito tempo depois....depois q a raiva já passou, rsrsrsrsrrs....mas a idéia é ótima e deliciosa!!! Bjooooo....

    ResponderExcluir
  4. Oieee vim matar a saudadees e a curiosidade de ver suas artes
    bjimmm iluminado

    ResponderExcluir
  5. todo erro é um aprendizado não???
    mudando um pouco, vi um prato para bolo, no blog da Lahna, da casa com amor que amei... usando um prato desses (planos) com uma taça, de acrílico... nada impede que faça um suporte, acrescentando um prato na parte de baixo...
    depois ela pintou tudo com tinta spray branca e fosca... ficou lindo!

    ResponderExcluir
  6. Nhan, o que são esses cups ??
    Que cara delicious, rsrsrs
    Desculpa a demora para responder, mas ando meio corrida aqui...
    Se vc quiser aparecer no Talento, me manda um email que eu te mando a diretriz para vc se basear, não é nada fechado, é só uma direção mesmo !!

    Bjus 1000 e desculpe de novo viu ??

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…