Pular para o conteúdo principal

Mãos de Argila - Parte 1 (com tutorial)

Quase 30 dias depois, consegui tempo e gás pra voltar ao blog.

Quero mostrar uma arte que a Lu e eu fizemos. A idéia é simples, uma verdadeira brincadeira de criança, tanto que vimos no Mister Maker, mas o efeito é muito alegre e chamativo.

Fizemos há meses atrás, quando participei do 30 Days of Creativity, mas ainda não tinha mostrado aqui. Ainda faltam algumas artes que espero compartilhar em breve.



A primeira mão é da Lu e a segunda, minha. Eu acho, e também acho que você vai achar (hã?)  que o trabalho dela ficou muito melhor que o meu. E reparem no tamanho das mãos da pessoa, estão do mesmo tamanho que as minhas!!

Não fotografei o passo a passo mas vou explicar detalhadamente e, ficando alguma dúvida, vocês me perguntam que eu explico, atualizando o post.


Tutorial - Mãos de Argila

Material:
- um retângulo de papelão para fazer o molde da mão, você pode reaproveitar uma caixa de cereal, por exemplo;
- lápis e tesoura;
- Argila :)
- Tinta acrílica ou outra que você tenha em casa;
- Rolo de macarrão ou outro objeto cilíndrico (uma garrafa de vinho, por exemplo);
- Estilete;
- Objetos pontiagudos: caneta sem tinta, tampa de caneta, faca pequena, palitos de churrasco e de sorvete, etc.;
- uma sacolinha plástica;
- uma superfície plana e sólida, uma tábua de corte é perfeita pra isso;

Modo de fazer:
- Sobre a cartolina ou papelão, pouse uma de suas mãos com os dedos unidos e contorne-a com o lápis, até a altura do pulso;

- Recorte o molde de suas mãos e reserve;

- Trabalhe a argila, sovando-a e umedecendo-a, se necessário, até que a argila se torne lisa e sem rachaduras;

- Coloque a tábua de corte ou outra superfície plana e sólida (pode ser um livro!) dentro da sacolinha plástica e estique bem para que a superfície fique bem lisa;

- Estenda a argila sobre esta superfície, com a ponta dos dedos;

- Passe o rolo sobre a argila a fim de nivelá-la, deixando-a com a expessura mínima de 0,5 cm para não rachar;

- Molhe as mãos e passe sobre a argila, para alisá-la;

- Coloque o molde de papelão sobre a argila e, com o estilete, corte a argila (isso é uma delícia de fazer);

- Retire o molde de papelão;

- Agora vem a parte criativa: usando objetos pontiagudos, faça divisões na argila e, em cada divisão, crie uma textura diferente: você pode usar tampa de canetinha, garfo, cabo de pincel e oque sua imaginação quiser;

- Deixe secar bem, em local arejado, porém não diretamente exposto ao sol, para não rachar. Quando estiver seco, a argila se soltará com facilidade;

- Agora é só pintar. Se desejar, passe uma demão de goma laca para que a peça não absorva tanto a tinta. Você pode usar como base também tinta latex branca ou tinta base para artesanato. Nós optamos por não usar nenhuma base. Por fim, pinte cada uma das divisões de uma cor, de acordo com seu gosto e criatividade;

- Deixe a tinta secar e sua mão de argila decorativa está pronta.



Veja no próximo post uma idéia para utilizar esta peça.



Revisei o post mas me perdoem se encontrar algum erro. Durante sua edição, ouvi "mãe" e "mamãe" umas 58 vezes :) Volto amanhã ou na quarta - 30 de novembro - que é um dia muito especial pra nós: meu aniversário e dia de montar nossa árvore de Natal.


Boa noite e que a alegria esteja com todos vocês.

Continua aqui.

Comentários

  1. Oi!
    As duas ficaram lindas. Ótima brincadeira de criança:)
    AMEI!!!!
    Bjo e um ótimo dia

    ResponderExcluir
  2. Sandra,

    Que show!! Adorei amiga.
    Substitui perfeitamente uma estrela lá da calçada da fama, em Hollywood. Já pensastes nisso?! hehe
    Com certeza, vou tentar fazer.

    Respondendo à tua pergunta sobre o meu Tekinho: Semana passada, fui levá-lo para uma tosa, e acabaram tirando um "bife" da almofadinha da sua pata direita. Pode? Récem agora, depois de uma semana do acontecido, que ele apresentou melhoras.
    Ainda bem que estou em casa para mantê-lo em repouso.
    Brigadão pelo carinho
    Beijos e até
    Fe

    ResponderExcluir
  3. Oi...legal essa ideia. Uma bem bacana também é você encher uma luva de borracha e deixar secar... pode ser argila ou gesso. se deixar em pé pode usar como porta anéis. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana, que ideia bacana a sua! Vou experimentar com gesso.
      Obrigada pelo comentário e por compartilhar sua ideia.

      Excluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…