Pular para o conteúdo principal

Você pode parar agora.

O Natal é amanhã. O ano novo começa em menos de duas semanas. Nesta época, a maioria de nós tenta fazer mil coisas. Compras de última hora, planejamento de festas, resoluções para o próximo ano, embrulha presentes, entope as agências dos correios com cartas e pacotes.

Ao invés disso, eu gostaria de sugerir que você parasse agora. O Natal vai chegar mesmo que você não compre mais nada, não cozinhe mais nada ou não enfeite mais a sua casa. Vamos todos chegar ao ano novo mesmo que seus presentes atrasem ou que você não planeje uma ceia perfeita para o reveillon.

Ao invés de correr, se descabelar e deixar tudo pronto, você pode parar agora.

Pare e...
    * chame uma amiga ou amigo pra um cafézinho ou uma cerveja
    * ouça uma música bonita de Natal
    * faça uma caminhada
    * ajude alguém
    * ame mais profundamente
    * assista seu filme de Natal favorito
    * dê uma volta pelas redondezas ou vá ver as luzes de Natal

Se permita desacelerar e aproveitar os últimos dias do ano. Pense nas coisas que te fizeram feliz, nas coisas que te deixaram triste e nas coisas que fizeram você chorar de rir neste ano. Pense nas pessoas que entraram e nas que saíram de sua vida. Desacelere e seja grato(a) pelo que aconteceu em sua vida até agora e pelas oportunidades que o novo ano trará.

Talvez os assuntos que você não possa deixar pra lá não tenham nada a ver com as festas de fim de ano. Assuntos como a culpa por deixar coisas inacabadas neste ano ou o planejamento para o novo ano. Você pode parar agora. Escolha o prazer ao invés da culpa. Estas coisas inacabadas estão no passado. Seu tempo é agora. Você tem um ano inteiro pela frente para explorar, para fazer planos ou não. Você ter tantas escolhas é um milagre. Celebre as pequenas coisas e seja grato(a) por isso ao invés de se lamentar pelo que já passou ou ficar ansioso(a) pelo que não aconteceu ainda.

Se sua lista de fim de ano de coisas a fazer está lotada, agora é hora de eliminar alguns itens ou se livrar definitivamente dela. Arrume um tempinho e um canto pra realmente aproveitar este período, descobrir milagres e se sentir agradecido(a) pela oportunidade de escolher parar agora.

Desejo a todos vocês um sereno, divertido e feliz Natal.


Tradução livre feita por mim do texto "You Can Stop Now" de Courtney Carver.
http://www.bemorewithless.com/2011/you-can-stop-now/

Comentários

  1. Oi minha amiga

    Me identifiquei bastante com o texto. Já faz algum tempo que tenho me dedicado mais à reflexão e oração. Me sinto mais leve e com a visão mais aberta.E por consequencia, reduzi consideravelmente o consumo. Bom D+ entender que precisa-se de muito pouco para se viver bem.
    Mas, imprevistos acontecem e nem sempre a gente está preparado para encarar as coisas com a naturalidade necessária né?
    Por isso é tão importante o recomeço de um ano novo.
    Aproveito para te desejar um 2012 repleto de alegrias, muita energia positiva, paz e saúde.
    GDE abraço
    Fe

    ResponderExcluir
  2. oi Sandra
    eu estou quase parando
    estou tentando responder para as amigas - e depois férias pra mim e pro pc
    feliz 2012 amiga - pra ti e familia
    bj
    lu

    ResponderExcluir
  3. OIIIIIIII!Estou encantada com tanta criatividade,parabéns!Estou te seguindo,e espero sua visitinha tá.Beijinhos http://recicleiegostei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. FELIZ 2012 amiga!!! =D
    Bjks
    Marília

    ResponderExcluir
  5. Passando p/desejar uma 4ªF abençoada! Aparece!
    Abração!
    Elaine Averbuch Neves
    http:/elaine-dedentroprafora.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…