Pular para o conteúdo principal

Reaproveitando giz de cera

Aqui em casa sempre tem toquinhos de giz de cera, restos de anos anteriores, eu até separei uma parte pra eu usar nas minhas artes. Acho que nunca contei aqui mas eu gosto muito de trabalhar com giz de cera e giz pastel. Também acho mágico o trabalho de ilustração em livros infantis.

Nesta semana estava ajudando meu filho com o dever de casa e vi a quantidade enorme de pedacinhos de giz que temos e o Lucas não gosta de usar os quebrados então coloquei em prática uma ideia que tinha visto várias vezes: derreter o giz e mesclá-los para serem reaproveitados.

Fácil, fácil. É só quebrar os pedaços de giz de forma que caibam em forminhas de alumínio - usei forminhas mini - quanto mais variadas as cores, mais bonito fica. Mas você pode separar por cores também, vários tons da mesma cor. Enfim, quando eu vou fazer tutorial aqui no blog eu não gosto de ficar falando como deve ser feito, ditando regras, acho que cada um tem que libertar sua imaginação. Eu gosto de compartilhar a idéia e cada um faz do seu jeito.

Passo a passo - reciclagem de giz de cera

Coloque as forminhas numa assadeira maior, leve ao forno e deixe por cerca de 10 minutos, até que o giz tenha derretido. Tire do forno com cuidado para não mesclar muito as cores e deixe esfriar.

Ele se solta com muita facilidade da forminha, basta dar uma batidinha.

Vocês podem ver na foto que se forma na superfície uma espécie de nata com cera sem pigmento. Retire esta parte para deixar melhor acabado e para que o giz possa ser todo utilizado. Como fazer isso? Com uma faquinha aquecida (cuidado!!), esfregando numa panelinha aquecida, se você tiver uma específica para artesanato ou simplesmente esfregando numa folha de papel até sair esta parte.

Voilá, giz de cera novo, criativo e pronto para novas artes.

Giz de cera reciclado

Espero que tenham gostado.


San

Comentários

  1. Olá...
    Adorei a sugestão ;).... Bjokas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…