Pular para o conteúdo principal

Case para a Instax, Tragédia e Comentários no blog

Há alguns dias atrás, finalmente chegou a capinha para minha Instax.

Comprei pelo eBay e demorou muito, mais de três meses. Como não é enviado com registro, fiquei apenas na fé de que ela chegaria. Pra falar a verdade, eu tinha até me esquecido da compra, de tanto tempo que demorou. A dica da loja no eBay eu peguei com a Yoko, do blog Cantinho da Yoko.

Mas ela chegou e é linda!


Ela foi desenhada para que você utilize a câmera sem tirá-la da capa. Ao abrir a tampa, a lente e os botões ficam visíveis. Testei e funciona direitinho.

A tampa é presa na parte de trás por dois botões de metal de pressão que pode ser retirado, se você preferir, mas não recomendo pois o botão é bem difícil de abrir/fechar. Para fechar um dos botões, eu precisei protegê-lo com tecido e usar um alicate pois estava bem difícil. Mas não vi isso como um problema pois não há mesmo necessidade de retirar a tampa.


A Instax em si é um charme só e usá-la com este case garante um visual bem style. Tanto que a Lu pediu pra ficar com a câmera num evento em que fomos :)



Tragédia


Mostrei nas redes sociais o que aconteceu com meu celular mas, se você não viu, vou mostrar aqui também:



A foto está horrível, eu sei.
Tragédia é uma palavra forte, estou só brincando mas fiquei mesmo muito chateada. A falha foi minha, o celular não tinha case nem película e eu o derrubei de cara no chão :(

É um S4 Zoom e é nele que eu tiro todas as fotos do blog e das redes sociais desde o fim de maio. A câmera dele é excelente e eu uso muito a função macro, para tirar fotos de objetos pequenos e/ou muito próximos. Mas, por conta da lente com zoom ótico, ele é um pequeno tijolinho então a queda fez um estrago considerável, como você pode ver na foto.

Agora é aguardar a troca do vidro, que ficou bem caro e cuidar mais, muito mais!

Paciência.



Comentários no blog


Recentemente, eu migrei o perfil antigo do Blogger para o Google+ e ativei nele os comentários dos posts. Ocorre que quem não tem Google+ não consegue comentar e eu não estava recebendo notificações dos comentários feitos pelo Google+. Vi algumas soluções de compartilhamento de comentários mas nenhuma que tenha me agradado e que eu ache amigável para os leitores.

Por ora (é sem 'h' sim, viu rs), voltei para os comentários tradicionais do Blogger. Peço desculpas aos que fizeram comentários pelo Google+ pois eles não estão mais visíveis nos posts.

Estou conhecendo e testando melhor as possibilidades do Google+ e espero chegar a uma solução legal em breve.

Em tempo, se você tiver algum problema para comentar, por favor, envie um e-mail para atelierlukaluluka@gmail.com




Para ler mais:
Luka Luluka: Câmera Instantânea Fujifilm Instax Mini
Cantinho da Yoko: Acessórios para sua Instax Mini

Luka Luluka nas redes sociais:
Facebook
Instagram
Google+
Tumblr

Comentários

  1. "Não se preocupe com a coerência entre uma parte e outra - o que unifica todo o seu trabalho é o fato de que você o fez".

    (teste de comentários ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandra!

    QUe dozinha do celular...eles são tão frágeis hoje em dia que todo cuidado é necessário.
    Adaptações no blog, nos perfis são sempre necessárias. EU optei por mater os comentários do blogger, acho mais fácil.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabi, que delícia te ver por aqui e receber um comentário seu! Faz tempo que a gente não se fala.

      Quanto aos comentários, os do Blogger ainda parecem ser os mais amigáveis, ao menos por enquanto.

      Obrigada pela visita, um beijo!

      Excluir
  3. Oi Sandra
    muito lindinha a capinha da câmera.
    encontrei seu blog hoje, enquanto pesquisava
    plaquinhas da Pepa, vi que vc ganhou. comentei, mas
    não apareceu o comentário.
    Eu também optei pelos comentários do Blogger
    mas quando alguém opta pelo gogle mais, recebo notificação
    bjs
    Zizi

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…