Pular para o conteúdo principal

Uma segunda chance para uma velha assadeira


Era uma vez uma assadeira que já teve seus dias de glória. Nem me lembro quando foi que a comprei, se nos primeiros anos de casamento ou mesmo antes. Era em formato de coração e tinha um propósito bem especial. Todos os anos, era nela que eu fazia o bolo de aniversário do meu marido. 

Nos últimos anos ela começou a escurecer e enferrujar e eu achava que a missão dela na Terra tinha acabado mas... como sempre acontece, olhei para ela com outros olhos e tive uma ideia.

A questão é que o caminho entre ter uma ideia e executá-la por aqui às vezes é tão longo. Nos mudamos e naquela super faxina de desapego, quase me desfiz da assadeira. Ainda bem que, ao invés disso, coloquei ela meio escondida numas das inúmeras malas e a trouxe para a casa nova.

Mudança terminada, quase tudo no lugar, é chegada a hora de voltar a fazer artes.

Este é o estado da assadeira, antes da "intervenção":


Comprei alguns papéis de scrap pela primeira vez para fazer este e outros trabalhos...




Trabalhei a peça, forrei, coloquei prateleiras e transformei a velha assadeira numa mini prateleira:


Detalhes fofos: uma tartaruga chef (você sabe que eu amo tartarugas, não sabe?)


Uma família de galinhas d'angola, presentes da minha amiga Juliana, lembrança de Porto de Galinhas.


Ainda vou garimpar umas miudezas e fazer umas tantas outras pra incrementar a prateleira.

Tutorial - Mini Prateleira de Assadeira

Você vai precisar de:
- assadeira;
- palha de aço (se a peça estiver enferrujada);
- lixa para metal;
- lixa para madeira;
- primer;
- tinta para artesanato (acrílica ou PVA) nas cores de sua preferência. Usei aqua, marrom e vermelho;
- papel para scrapbook;
- placa de MDF 2mm, palitos de sorvete ou outro material que possa servir para fazer as prateleiras;
- cola branca;
- fica dupla face "fixa tudo".

  • Lave bem a peça e deixe secar muito bem.
  • Passe duas demãos de primer e deixe secar.
  • Pinte o interior e o exterior da assadeira. Não há necessidade de pintar o fundo, nem por dentro nem por fora, pois não ficarão visíveis.
  • Usando a assadeira como molde, risque o papel de scrap e corte-o cerca de 2mm a menor.
  • Passe uma pequena quantidade cola branca no fundo da assadeira, espalhe bem e cole o papel de scrap.
  • Corte as prateleiras na placa de MDF com o auxílio de um estilete, lixe, pinte e fixe na peça com cola branca. Não senti necessidade mas se preferir, pode fazer um apoio de madeira nas laterais da assadeira para sustentar as prateleiras.

Espero que você tenha gostado da ideia, do tutorial e que se sinta inspirado(a) a criar também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…