Pular para o conteúdo principal

Tempo de descansar

Há muitos anos convivo com a síndrome do túnel do carpo, uma doença neurológica onde os tendões que movem os dedos das mãos se inflamam e são comprimidos pelo túneis do carpo, uma "passagem" localizada no pulso, causando formigamento, perda de força e dor.
Começou na minha primeira gravidez, há 17 anos, ocasionada pela combinação de esforço repetitivo com alterações hormonais.

De lá para até cerca de um ano e meio atrás houve altos e baixos mas as coisas vêm piorando, fiz infiltração com corticoide nos dois pulsos, o que causou alívio por poucos meses mas a recomendação do meu ortopedista foi: se não melhorar, vamos operar, porque o resultado da eletroneuromiografia - um exame que mais parece um ritual de tortura com agulhas e choques - foi grave mas reversível.

Comecei a escrever este post no cardiologista há duas semanas atrás, fazendo os exames necessários para a cirurgia que acontece hoje pela manhã. 

Todo este papo hipocondríaco é para falar que não vou conseguir manter o blog em dia, ao menos não com o propósito original dele que é compartilhar meus projetos criativos.

Dias de cuidados e descanso se aproximam.

Deixo para vocês um zentangle estilizado que fiz como despedida, não devo usar a mão esquerda nas próximas semanas. Vamos ver o que a direita pode fazer.



"Pause"


Espero estar de volta dentro de dois meses.

Grande agraço e até lá.

Que a alegria esteja com todos vocês.


Comentários

  1. Oi Sandra! Puxa, que chato isso...mas a vida tem dessas coisas chatas,vamos torcer para ficar boa de vez! Quando tive meu filho também fiquei com algo parecido com isso que você descreveu,não conseguia nem segurá-lo no colo. Fiz uma pequena cirurgia com ortopedista e não resolveu nada. Quando passei no ginecologista ele disse que fui apressada, que era efeito comum da gravidez e log mais passaria e foi o que realmente aconteceu. Ganhei uma cicatriz de bobeira.
    Cuide-se bem e repouso (difícil com criança pequena) mesmo, hein!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…