Pular para o conteúdo principal

Música da Minha Vida: Êxtase

Meados da década de 1980, adolescência, seus dramas e amores. Guilherme Arantes era trilha sonora da minha vida na época. Cheia de Charme, Planeta Água, Lance Legal, como eu amava!! Tive a oportunidade de assisti-lo ao vivo 3 vezes: uma em Pirassununga com minha prima Lelia, quando passava as férias na casa de meus tios; outra na minha cidade - minha amiga Bel e eu fomos as primeiras a chegar, horas antes do show - foi glorioso rsrs. Por fim, pude assisti-lo em meados dos anos 2000.


Desde criança eu gostava de escrever cartas, trocava correspondência com amigos de várias partes do Brasil e alguns de outros países também. Ainda crio coragem para mostrar um comentário que eu fiz na revista Rock Stars quando tinha treze anos rsrs. Lembro-me de um amigo que me mandou escrito a letra de duas músicas do Guilherme Arantes, uma delas era Planeta Água. Se você não viveu aquela época, talvez não entenda o quão legal isso era. A dificuldade de conseguir a letra de uma música era enorme! O jeito mais fácil - e caro - era no encarte que acompanhava os discos de vinil, que eu não tinha. Existiam revistas especializadas em letras cifradas de músicas, mas ia da sorte, ou do sucesso que a música fazia, para ela ter a letra publicada. A outra alternativa era ouvir a música no rádio e ir escrevendo, um pouco a cada audição. Ou ainda gravar do rádio em fica K7 e ir tocando e pausando, e escrevendo a letra. Bons tempos.

Não me considero uma pessoa saudosista; guardo com carinho as lembranças de outros tempos mas procuro viver no presente, com gratidão e otimismo. Costumo dizer que sou uma pessoa analógica, se é que você me entende. Faço uso de tecnologia, sou profissional de TI, mas cultivo gostos como livro impresso, discos de vinil, câmeras analógicas, escrever cartas.

Com esta blogagem coletiva, estou tendo a oportunidade de voltar no tempo e escrever sobre as coisas de outras épocas e isso é muito prazeroso. Gratidão, Vi.

Dentre as músicas do Guilherme Arantes, Êxtase era a que mais acelerava meu coração e dava aquele gelo na barriga.

Com vocês, Guilherme Arantes, direto do túnel do tempo:



oOo

Este post participa da blogagem coletiva Música da Minha Vida, ideia da Virginia do blog O Tacho da Pepa. Vi, me perdoa a inconstância, não consegui participar nos últimos meses.



Vamos conhecer as músicas e histórias das participantes?

Virginia - O Tacho da Pepa
Chica    - Fincando Raízes
Dalva    - Pinceladas Papo e Poesia


Obrigada e que a alegria esteja com todos vocês.

San

Comentários

  1. Oi San, amo essa música, gosto muito do Guilherme Arantes, desde os tempos da novela Anjo Mau. Amanhã é inesquecível e profunda. Eu e minha inseparável amiga Cidoca a cantávamos muito e no refrão cada uma entrava num tempo...ficava tão bonitinho! rs
    Adorei sua escolha, abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sandra, eu também gosto muito do Guilherme Arantes, ele é muito talentoso e fez músicas incríveis, eu também ficava cantando as músicas dele.
    Gostei da sua historia, uma fase da nossa vida cheia de lembranças doces, ir em 3 shows, eu fui em um show do Zé Ramalho, gosto muito dele, mas aquela apresentação estava muito muvucada, as pessoas meio selvagens, depois disso desisti desse tipo de show.
    Obrigada por participar da blogagem, beijos,Vi

    ResponderExcluir
  3. Adorei!! Gostei muito e gosto do Guilherme Arantes! Bela participação! bjs, chica

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixa um comentário! Adoro quando vocês interagem com o blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…