Pular para o conteúdo principal

Pão de Cristo - Índice e dica adicional

Pão de Cristo: do zero ao pão

Se você quer fazer Pão de Cristo mas não tem o fermento, inicie o fermento do zero seguindo este post:

A partir do momento em que você tem o fermento, você deve refrescá-lo um dia antes de fazer o pão:

E, finalmente, fazer a massa do pão:
Pão de Cristo - Parte 3: fazendo o pão




Problemas para abrir a garrafa de fermento

Uma amiga que recebeu o fermento teve problemas na hora abrir a garrafa. São micro-organismos  então você deve abrir a garrafa com o fermento bem devagarzinho. Se conseguir, abra só um pouquinho e, se o fermento não subir, deixe assim por cerca de uma hora, depois abra mais um pouco cuidadosamente até que o gás saia todo e você possa transferir o fermento para uma vasilha. Se, ao abrir a garrafa, o fermento começar a subir, feche-a imediatamente, antes que ele transborde e você perca seu precioso líquido. Espere o fermento abaixar e tente novamente.

Por favor, não chacoalhe a garrafa! O resíduo que fica no fundo da garrafa pode ser retirado com a água que você vai usar na hora de multiplicar o fermento. Aí sim você pode misturar a água com o resto de fermento.


Pão de Cristo sem sova: o método das dobras

O pão de Cristo é um legítimo representante do slow food: requer tempo e dedicação. Eu costumo fazê-lo no fim de semana, quando tenho mais condições de estar por perto e acompanhar o crescimento da massa nas duas fermentações. Outro fator que pesa na hora de decidir quando fazer o pão é a sova. Depois que eu operei meus dois pulsos, com intervalo de 6 meses entre cada cirurgia,  para tratar síndrome de túnel do carpo, sinto uma alegria especial em poder fazer a sova, coisa que eu não conseguia fazer antes. Mas isso pede energia e nem sempre tenho disposição durante a semana então eu faço o pão usando o método das dobras. Não há diferença nenhuma, o pão cresce igualzinho e o sabor é o mesmo.

Vamos aprender?

Na hora de fazer a massa, coloque todos os ingredientes, misture bem, se precisar use as mãos para deixar a mistura uniforme, cubra a massa com um guardanapo e deixe descansando por 2 horas, de preferência num local sem corrente de ar. O forno desligado é o local ideal.

Passadas duas horas, com a massa na tigela, pegue um lado da massa com as duas mãos, puxe para cima e traga a massa para o outro lado. Faça isso em toda a volta da massa, cubra novamente e deixe descansar por 30 minutos.

Fonte: www.massamadreblog.com.br
Repita este processo mais 3 vezes com intervalo de 30 minutos. A cada intervalo você vai perceber que a massa está mais elástica.

Em resumo:
- Primeiro descanso de 2 horas;
- Dobras e descanso de 30 minutos;
- Dobras e descanso de 30 minutos;
- Dobras e descanso de 30 minutos.

Deixe a massa crescer até dobrar de volume e o restante é como a receita original.



Espero que esta postagem te inspire a criar seu próprio fermento e a compartilhar esta delícia com as pessoas queridas.

San

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como descolar espelho de embalagem de pó compacto

Post rapidinho para compartilhar uma coisa que queria saber faz tempo e que aprendi agora.

O que você faz quando seu pó compacto acaba? Joga a embalagem fora?
Eu jogo a parte de baixo mas a tampa com o espelho eu guardo porque dá pra fazer tanta coisa legal com espelhos. O problema é que eu não sabia como descolar o espelho da tampa de plástico.

Iogurtes Infinitos, quase dois meses depois

Faz 53 dias que iniciei a saga dos iogurtes infinitos. Como eu imaginava que aconteceria, chegou um ponto em que ficou insustentável cultivar 11 tipos de iogurtes diferentes, fazer a troca todos os dias, cuidar dos copos e talheres usados e ainda, consumir todos eles... ufa!

Mas não pensem vocês que eu desistiuyj7. Separei dois deles para cultivo, greek e colágeno, que são os mais suaves, e congelei os demais, em saquinhos de sorvete.

Recentemente uma leitora do Luka Luluka no Instagram me perguntou sobre o viili, então eu descongelei este também e estou usando os três. Em comparação ao greek e ao colágelo, o viili é mais azedinho. Eu gostei. E a consistência dele é linda, bem cremosa.

Enquanto cultivava os 11 iogurtes, com a correria do dia a dia, eu não estava conseguindo observar a diferença entre eles e a característica de cada um. Com o uso de dois ou três iogurtes, produzindo cerca de 50 a 100 ml de iogurte ao dia de cada um, fica mais sustentável o cultivo e a observação.

Quand…

Espalhe amor em seu blog!

O Luka Luluka foi criado há 4 anos e alguns meses atrás, fruto de minha vontade de me expressar e de compartilhar meus trabalhos e ideias. O desejo de torná-lo real vinha de muito antes mas foi a mudança de cidade - longe da família e dos amigos - que provocou reflexões e também ações, e permitiu a criação deste blog - e projeto - que eu tanto amo.

Esta postagem participa da blogagem coletiva proposta pela Elaine Gaspareto em parceria com a Divitae e a ideia é fazer um post mostrando como você espalha amor por aí: pode ser alguma coisa que você faça, uma história, o formato é livre, só tem que ser feito com muito amor.


Quando eu crio alguma coisa, só o faço porque sinto amor. Porque desejo de verdade. Tenho este preceito. Só faço quando posso, quando quero e realmente desejo. Porque linha industrial não combina com arte.

Quando reutilizo algum material que iria para o lixo, o faço porque sinto amor por nossa mãe Terra.



Recentemente virei ciclista. Não estilo corredora radical, mais pr…